Uma Corda, Um Cordel

Menu

Nordestino arretado

Sou um nordestino arretado,

Da minha terra tenho orgulho.

Qualquer problema eu debulho,

Pois o meu sangue não nega.

Entorta mas não enverga

Pelo sertão sou curado.

Se não for do meu agrado

Num dá pra nois conversar

O nordeste é o meu lugar

é o meu solo sagrado.

Júnior do Cordel